sábado, 21 de setembro de 2013

Clássico gaúcho: Miura

Durante as décadas de '70 e '80, com as importações restritas, não era incomum a produção de veículos artesanais para driblar a falta dos importados em alguns segmentos no mercado brasileiro. Entre os esportivos, merece especial destaque o Miura Sport, fabricado entre '77 e '85 em Porto Alegre.
Seguia a receita mais tradicional dos fora-de-série, com o chassi Volkswagen e o motor traseiro boxer refrigerado a ar, que com a leve e aerodinamicamente bem-apurada carroceria de fibra de vidro podia proporcionar velocidades até razoáveis considerando as limitações técnicas da plataforma...

Posteriormente, foram feitos alguns Miura com motor dianteiro, como a série Saga, produzida entre '84 e '92, que em algumas versões abusava de recursos hi-tech, desde painel digital até rádio com comandos de voz, à época indisponíveis em outros carros nacionais. Usavam chassi próprio, mas mantinham motor e câmbio Volkswagen, dessa vez o EA-827 (AP) 1.8L e câmbio manual de 5 marchas compartilhado com o Santana.

Com a reabertura das importações na década de '90, o empresário Aldo Besson, fundador da Miura, tornou-se representante da Subaru em Porto Alegre, e também comercializava veículos Mazda conforme foi relatado por um mecânico independente que especializou-se em Subaru trabalhando na antiga concessionária.

Um comentário:

Por favor, comente apenas em Português ou em Espanhol.

Please, comment only in Portuguese or Spanish.
In doubt, check your comments with the Google Translate.

Since July 13th, 2011, comments in other languages won't be published.