segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Momento nostalgia: Subaru Vivio

Único representante dos "kei-jidosha" japoneses a ser trazido ao Brasil oficialmente com o mesmo motor originalmente usado no Japão (enquanto concorrentes como o Daihatsu Cuore usavam motor ligeiramente ampliado para atender a mercados de exportação), o Subaru Vivio foi produzido entre março de '92 e outubro de '98. Além da carroceria hatchback de duas portas como no exemplar das fotos, também foi oferecido com 4 portas, e destaca-se pelo baixo peso, entre 650 e 700 quilos dependendo também dos níveis de equipamento. Enquanto os consumidores japoneses tinham à disposição opções de câmbio automático (tanto um convencional de 3 marchas quanto um CVT) e a tração 4x4 tradicionalmente associada à Subaru, além de admissão forçada por supercharger em algumas versões com pretensões mais esportivas (apesar de obedecerem ao limite de 64cv imposto pelo governo japonês para se beneficiar da tributação mais favorável à classe Kei), a única opção no mercado brasileiro foi o motor EN07E de 658cc (diâmetro de 56mm e curso de 66,8mm), 4 cilindros, 8 válvulas com comando simples no cabeçote e refrigeração líquida, que desenvolvia potência de 52cv a 7200 RPM e torque de 5,5kgf.m a 5600 RPM, movido apenas a gasolina, associado a um câmbio manual de 5 marchas. O conjunto proporcionava uma velocidade máxima de 145km/h. Vale lembrar que em '98 o Grupo CAOA, importador oficial da Subaru para o mercado brasileiro, chegou a cogitar uma eventual produção local do modelo, planejando erguer uma fábrica financiada pelo valor recebido da Renault a título de multa rescisória pelo fim de um contrato com o grupo. A fábrica do CAOA acabou sendo construída em Anápolis - GO, mas só produz utilitários Hyundai.

Um comentário:

  1. Alguém pode me ajudar; preciso saber qual é o torque de reaperto dos parafusos prisioneiros do cabeçote do motor do subaru vivio 1995 EN.07 Agradeço

    ResponderExcluir

Por favor, comente apenas em Português ou em Espanhol.

Please, comment only in Portuguese or Spanish.
In doubt, check your comments with the Google Translate.

Since July 13th, 2011, comments in other languages won't be published.