quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Pick-ups compactas de cabine dupla: breve observação sobre um nicho pouco explorado no mercado brasileiro

Conhecidas pela versatilidade, as pick-ups são aptas a atenderem a necessidades de consumidores com perfis muito diversos. Nem todos, porém, necessitam de uma full-size, sequer de uma mid-size, mas em determinadas situações a cabine dupla é imprescindível. Esse segmento tão desprezado pelos fabricantes mais tradicionais no mercado brasileiro acabou atraindo fabricantes chineses. Geralmente, essas pick-ups compactas importadas são baseadas em projetos de kei-trucks japoneses, mas com o comprimento levemente ampliado por não depender das restrições impostas na Terra do Sol Nascente. Caso da Towner Jr., fabricada pela Hafei e importada pela CN Auto, e da Chang'an Star, anteriormente comercializada como Chana Star, mas cuja marca foi alterada para evitar piadas de duplo sentido devido à conotação popular de "chana" fazer referência ao órgão sexual feminino. Sempre tinha alguém metendo o pau na Chana... Ambas são baseadas na Suzuki Carry, sendo a Towner baseada na 9ª geração e a Chang'an na 11ª geração.

Dentre os fabricantes instalados localmente, apenas a Fiat vem desafiando os novos competidores, com versões da Strada oferecendo a cabine dupla. No entanto, algumas diferenças podem ser observadas: a Strada tem tração dianteira, enquanto as concorrentes chinesas normalmente tem tração traseira, mais apreciada por muitos operadores comerciais, além das 4 portas trazendo uma praticidade ao embarque e desembarque maior que com as duas portas da Strada. E nos motores também ocorre uma diferença significativa: considerando não só a vocação laboral do veículo, mas também o uso recreacional, motores entre 1.4 e 1.8L flex são usados, enquanto as chinesas usam austeros motores 1.0L movidos apenas a gasolina para atrair o usuário profissional que vê no baixo custo de aquisição um argumento mais importante. Caso fossem mais expressivas no mercado, nada impediria a Fiat de combatê-las oferecendo na Strada o motor 1.0L usado no Palio, com o qual compartilha a plataforma.

Vale lembrar que, durante a década de 90, no auge da empolgação em torno dos carros "populares", a própria Fiat usou no Fiorino o motor 1.0L, oferecido até hoje no Uno Mille com o qual ainda compartilha a plataforma...

Pode-se considerar que, além da necessidade de um veículo para serviços leves, o interesse de parte do mercado brasileiro pelas pick-ups compactas de cabine dupla tem origem na década de 80, durante o governo Sarney, quando o licenciamento anual do veículo só era liberado mediante um "empréstimo compulsório" feito à administração pública, dos quais estariam isentos apenas veículos utilitários como pick-ups e furgões, levando alguns consumidores a preferirem adaptar cabine dupla numa Ford Pampa, por exemplo, ao invés de comprar um sedan de porte semelhante. Também havia quem fizesse transformações de automóveis convencionais, inclusive do popular Fusca, em pick-up ou furgão. Haviam até alguns kits com peças em fibra de vidro para quem optasse por fazer a adaptação por conta própria...

Atualmente, na prática, o maior apelo das pick-ups compactas com cabine dupla junto ao consumidor vem da imagem de liberdade e espírito de aventura fortemente citada nas campanhas de marketing de modelos maiores, como a Mitsubishi L200, em contraste à austeridade de um sedan compacto como o Chevrolet Classic.

Um comentário:

  1. Pensei em comprar uma dessas pick-ups chinesas para ter mais facilidade na arrumação das bagagens que com um sedã pequeno, mas pelo preço ainda achei melhor pegar um sedã mesmo por causa do motor mais potente e encontrar peças com mais facilidade.

    ResponderExcluir

Por favor, comente apenas em Português ou em Espanhol.

Please, comment only in Portuguese or Spanish.
In doubt, check your comments with the Google Translate.

Since July 13th, 2011, comments in other languages won't be published.